domingo, 24 de fevereiro de 2008

A vida na Cidade (remodelado)


“Não pensei que a vida na cidade fosse assim/Tenho mil motivos para achar tudo ruim”, “Essa vida na cidade/Eu já não suporto mais” este excerto pertence à letra de uma banda brasileira designada The Fevers que descreve a vida na cidade. Enquanto uns afirmam que viver na cidade só traz desvantagens outros dizem não conseguir abandonar a rotina agitada cheia de correrias que a cidade oferece.
Além de todas as correrias a vida na cidade consegue ter mais desvantagens como os assaltos, os roubos, os engarrafamentos no trânsito, a falta de segurança e a poluição de todos os tipos. Tudo acontece ao mesmo tempo, o stress acumulado do trânsito congestionado, a falta de companheirismo, o desemprego e como consequência ainda se recebe como bónus as enxaquecas, úlceras ou gastrites.
Por outro lado há quem não consiga fugir desta rotina pois as oportunidades são muitas e o “ter tudo à mão” é prático. Há quem se sinta mais livre numa cidade pois ninguém conhece ninguém, as pessoas não comentam as vidas dos outros pois nem têm tempo para isso. Quem nasce na cidade dificilmente se habitua a viver no campo.
Mas a questão que se levanta é a seguinte: “as pessoas preferem viver no campo ou na cidade?”. Foi realizado um relatório, com base em inquéritos, sobre a qualidade de vida na Europa e os dados falam por si. Em relação ao rendimento e à educação as pessoas que vivem no campo consideram-se menos bem pagas, em comparação com as pessoas que vivem na cidade; e do mesmo modo, as pessoas que vivem no campo têm um nível de educação inferior às que vivem na cidade. Já a conciliação entre a vida profissional e familiar é um indicador homogéneo na União Europeia: as pessoas que vivem na cidade são consideravelmente mais optimistas.
Em conclusão “O relatório demonstra que a ideia de que as pessoas que vivem nas zonas rurais têm uma melhor qualidade de vida não é correcta. As desvantagens de quem vive nas zonas rurais não parecem ser compensadas por uma visão especialmente positiva da vida.”
Para mim a qualidade de vida no campo é muito melhor, pois a segurança existe, o stress é vendido em pequenas quantidades e o tempo vale prata pois há tempo para tudo, até para falar da vida da vizinha Alexandrina que vende queijadinhas às escondidas.
A vida nas cidades acaba por tirar à qualidade de vida o que oferece em oportunidades e assim recomendo a fuga para o interior que apesar de não nos dar tudo de mão beijada conseguimos ter o que é necessário para levarmos uma vida saudável e de qualidade.
Fontes:

Rita Mestre, nº 30

2 comentários:

Professor disse...

Avaliação global:
Bom +

Professores: Alice e Paulo

OLED disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the OLED, I hope you enjoy. The address is http://oled-brasil.blogspot.com. A hug.